Sistema integrado a pequenos comerciantes realizar inúmeras transações financeiras

Site da Zero Hora, traz hoje, uma reportagem sobre novas tecnologias, que facilitam a vida de pequenos empresários.

A rotina de trabalho em armazéns, curtumes e lavouras vem ganhando nova cara com a aplicação de inovações arquitetadas por empresas gaúchas que se dedicam a criar tecnologias que dão novo vigor a antigos negócios na cidade e no campo.

Nos pequenos estabelecimentos de comércio, as tradicionais cadernetas onde são anotadas as vendas a prazo cada vez mais dividem espaço com máquinas de cartões de créditos e débito com a ajuda de um modelo de negócio trazido ao país pela GetNet, de Campo Bom.

Em vez de esperar que cada banco ou operadora de cartões leve seus terminais de atendimento para os pontos de venda, a empresa criou um sistema integrado de cobrança que instala e controla as transações no comércio, fazendo o meio de campo entre lojas, clientes e instituições financeiras.

O mesmo serviço ainda integra outras possibilidades, o que viabiliza a operação de uma máquina de cartões em armazéns, por exemplo, porque permite a um pequeno comerciante receber o pagamento de contas de água e luz, vender créditos de telefones celulares pré-pagos e bilhetes de transporte público.

– A gente colocou vários tipos de negócios num mesmo serviço, o que permite viabilizar a colocação das máquinas em estabelecimentos de todo tamanho – diz José Renato Hopf, diretor-presidente da GetNet, que conta com 900 funcionários.

Empresa GetNet, desenvolve tecnologia para facilitar a vida de pequenos empresários.

Empresa GetNet, desenvolve tecnologia para facilitar a vida de pequenos empresários.

Criada há cinco anos, a empresa já figura entre as três maiores gerenciadoras de operações financeiras eletrônicas do país, além de efetuar 30% de todas as recargas de celulares pré-pagos no Brasil.

Em 2008, movimentou R$ 2,1 bilhões, o que garantiu receita de R$ 142 milhões.

– Estamos em 165 mil locais em 4 mil cidades em todo o Brasil e em 2 mil estabelecimentos no Chile – orgulha-se Hopf.

De olho no futuro, a empresa está iniciando operações para usar o celular como substituto da máquina de leitura de cartões para pagamento em táxis e telentregas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s