Como salvar Imagens da Internet para seu Computador

1° Passo: Abrir o seu Navegador, aqui sugerimos o Firefox.

1ª Passo: Abrir o seu Navegador, aqui sugerimos o Firefox.

2° Passo: Entrar em um site de Busca. Aqui recomendamos o Google

2ª Passo: Entrar em um site de Busca. Aqui recomendamos o Google

3° Etapa: Esperar o site carregar para confirmar o endereço.

3ª Etapa: Esperar o site carregar para confirmar o endereço.

4° Etapa: Selecionar a página de busca por imagens.

4ª Etapa: Selecionar a página de busca por imagens.

5° Etapa: Digitar a palavra que você está buscando.

5ª Etapa: Digitar a palavra que você está buscando, e após clicar em Pesquisar Imagens ou pressionar o Enter no Teclado.

6° Etapa: Clicar sobre uma das imagens escolhida, de maneira a abrir uma página com está em miniatura.

6ª Etapa: Verificar as imagens que aparecerão nas páginas. Páginas porque na parte inferior do site, mostra a palavra Google, com um monte de O e alguns n° na parte de baixo dos mesmos. Cada n° se refere a uma página, e cada página você econtrara inúmeras imagens.

7° Etapa: Uma vez escolhida à imagem, clique sobre ela para que se abara outra página com a foto em miniatura, como mostrada na imagem.

7ª Etapa: Uma vez escolhida à imagem, clique sobre ela para que se abara outra página com a foto em miniatura, como mostrada na imagem.

8ª Etapa: Clicar sobre a imagem com o botão direito do mouse, e escolher a opção Salvar Imagem Como.

8ª Etapa: Clicar sobre a imagem com o botão direito do mouse, e escolher a Opção Salvar Imagem Como.

9° Etapaª: Escolher um local onde a imagem será salva. Neste exemplo escolhemos os Meus Documentos, e Depois a pasta Minhas Imagens.

9ª Etapa: Escolher um local onde a imagem será salva. Neste exemplo escolhemos os Meus Documentos, e Depois a pasta Minhas Imagens.

Agora é só testar seus conhecimentos e ver se consegue salvar inumeras imagens.

Duvidas, postar aqui.

Microsoft perdendo na guerra dos browsers, que novidade né.

Curso de Internet: Informações

De acordo com a StatCounter, a Microsoft continua perdendo participação de mercado entre os browsers.

Os dados divulgados pela última medição da empresa apontam que o Internet Explorer perdeu 9.27% de market share nos últimos 11 meses.

Enquanto isso, o novo Firefox já abocanhou mais de 2% do mercado desde o seu lançamento, que aconteceu na semana passada.

A StatCounter, que coleta dados de mais de três milhões de sites, aponta que o Internet Explorer continua a liderar o mercado global de browsers, com 59.5% de participação para IE6, IE7 e IE8 combinados.

Seis dos Principais Browsers estão lutando por mais espaço no mercado

Seis dos Principais Browsers estão lutando por mais espaço no mercado

Entretanto, houve queda no uso do navegador da Microsoft, já que em julho do ano passado detinha 67.38% do setor.

A Mozilla continua firme na segunda colocação com o Firefox, com participação de 30.4% juntando-se todos os releases. De acordo com a StatCounter, o maior rival do IE abocanhou aproximadamente 4.5% do setor desde julho de 2008.

Na Europa, a participação do Firefox mostrou-se ainda maior no mês passado: 39%, contra 46% do IE.

Além do Firefox, o Opera também cresceu em participação na Europa, chegando a 8.47% (ano passado, detinha 3.55% do mercado europeu).

Mas, em relação ao mercado global, a participação do navegador foi de 3.27% para 3.1%

A Apple viu seu navegador Safari ter queda no mercado global em relação a julho de 2008: de 3.1% para 2.94%.

A boa notícia para a empresa da maçã é que o release 4 do Safari teve mais de 11 milhões de downloads nos primeiros três dias após o lançamento no mês passado.

Desse número, mais de seis milhões foram provenientes do Safari para Windows.

O Google Chrome aparece na quarta posição, com 2.83% do mercado global, de acordo com a StatCounter.

Fonte: Imasters

Yahoo diz! não abra o Word

Carazinho/Novo Hamburgo– O Bing causa barulho, o Google não decresce e o Yahoo! anuncia um novo recurso de anotações para suas buscas.

Nada no mundo das buscas é coincidência.

A partir de hoje 8 de Julho de 2009, os internautas do mundo inteiro terão um bloco de notas no canto direito superior do buscador do Yahoo!: o Search Pad.

Voltada a usuários analíticos, a novidade funciona como uma aba onde as pessoas descarregam as informações de suas pesquisas, seja por meio dos históricos de visitações ou por digitação.

Search Pad, novo recurso do Yahoo.

Search Pad, novo recurso do Yahoo.

A ferramenta deve facilitar a vida de quem usa os sites de busca para investigar termos abrangentes – como uma viagem à Nova Iorque ou uma compra de livro, entre outros temas que exigem uma maior apuração.

O Search Pad memoriza os sites que o usuário visitou na aba e mostra pequenos ícones ilustrativos ao lado.

A partir disso, há a opção de edição pelo internauta, que pode escrever, apagar e salvar o que quiser, armazenando os dados no seu perfil do Yahoo!.

O mais interessante do recurso fica no processo posterior, que é a possibilidade de compartilhar as anotações com outros usuários.

Em um exemplo educativo, caso algum aluno faça uma pesquisa sobre um trabalho ou tema escolar, pode compartilhar os resultados de suas anotações com seus colegas, intuitivamente, pelas opções da aba – ou até mesmo copiando a URL.

Por meio do histórico de pesquisas, o Search Pad também sugere algumas pesquisas relacionadas ao tema.

Aqueles que não desejarem ter a ferramenta podem desabilitá-la pela própria aba ou nas configurações da busca.

A equipe do Yahoo! informou que o recurso começará a ser disponibilizado a todos os usuários aos poucos entre hoje e amanhã.

Fonte: Imasters

Internet pode ajudar pessoas com insônia

Pesquisa divulgado no site G1, mostra que a Internet pode ser um bom tratamento contra a Insônia.

Pessoas que têm dificuldade para dormir muitas vezes usam a internet noite adentro.

E é com esse hábito que muitos podem voltar a ter uma boa noite de sono.

Pelo menos é o que indica os resultados promissores de um teste de nove semanas de uma terapia baseada exclusivamente com o uso da web.

Sem a ajuda de um terapeuta humano, o software dá conselhos baseados no ‘diário do sono’ do usuário.

Insônia

Insônia

Pacientes aprendem a ter hábitos de sono melhores – como, por exemplo, evitar “sonecas durante o dia” – com o uso de histórias, quizzes e jogos.

“É um programa muito personalizado e interativo”, diz a co-autora do estudo, Frances Thorndike, da Universidade da Virgínia (EUA), que ajudou a desenvolver o software chamado “Durma Saudavelmente Usando a Internet” (SHUTi, em inglês)

Um programa como esse pode ser uma alternativa de baixo custo para muitos pacientes com problemas de sono, afirma Thorndike, que acrescenta: “pode ser a única opção que não seja baseada no uso de drogas para pessoas que vivem em lugares onde não há nenhum especialista treinado para atender tal paciente.”

Algumas pesquisas mostraram que terapias cognitivas presenciais podem ter bons resultados para insones sem os efeitos colaterais de medicação.

O programa SHUTi é baseado nesse estilo de terapia, que ajuda pacientes a mudar hábitos que o leva a ter problemas para dormir.

Resultados

No estudo recente, os pesquisadores recrutaram 45 adultos com insônia moderada e sortearam 22 deles para utilizar o programa da internet.

O grupo que recebeu o tratamento não mostrou oscilações de períodos insones.

Mesmo depois de seis semanas os resultados continuaram animadores.

A resposta ao programa foi “razoavelmente impressionante e comparável ao que tem com a utilização de tratamentos mais intensivos”, contou Jack Edinger, especialista em doenças do sono do centro médico da Universidade de Durham, na Carolina do Norte (EUA), que não está envolvido neste estudo.

Porém, Edinger avisa que os pacientes que participaram do teste não sofriam de apneia do sono ou problemas psiquiátricos.

Internet

Internet

“É necessário testar esse programa em um grupo maior e mais diversificado para determinar se o software pode beneficiar mais gente com problemas para dormir.”

Shelby Harris, do Centro Médico Montefiori, em Nova York (EUA), também especialista em doenças relacionadas ao sono, avisa que algo essencial é perdido na terapia online.

“Um terapeuta treinado pode identificar coisas que um software não pode.

Como o nível de ansiedade do paciente, por exmplo”, explica Harris, que conclui:

“A falta de um terapeuta dificulta a identificação para o tipo de terapia que será utilizada na solução do problema do paciente, mas em casos específicos o programa pode funcionar de forma satisfatória.”

Você sabe se o seu chefe tem algo de bom?

Falar mal do chefe já virou rotina pra muita gente.

Se você procurar na Internet vai encontrar textos e textos dizendo como lidar com seus defeitos e rabugices.

Se já é difícil encontrar alguém que esteja muito satisfeito com o trabalho, encontrar quem esteja satisfeito com o gestor é uma missão quase impossível.

Foto relativa ao assunto, retirada do site

Foto relativa ao assunto, retirada do site

Existem muitos chefes “gente boa”, que você considera uma “ótima pessoa”, mas quando o papo é trabalho, tudo muda.

Ou ele não delega, ou delega demais, ou sempre reclama, ou não te dá suporte, ou rouba o mérito do trabalho que você fez e inúmeras outras situações que sempre deixam os subordinados insatisfeitos.

É que nem juiz de futebol, sempre vai ter alguém reclamando.

Mas o que seu chefe tem de bom? Você já parou para pensar nisso?

Ou ainda, já pensou em dizer algo de bom do seu chefe em uma rodinha de amigos?

Quando reclamamos dos nossos gestores, acabamos esquecendo que um dia podemos estar no lugar deles ou até mesmo já ter essa posição hoje.

As boas práticas de gestão não podem ser esquecidas ou se resumirem a um pobre “meu chefe é gente fina, mas…”.

Ficar atento ao que o seu gestor faz de bom pode melhorar seu relacionamento com ele e ainda te ensinar muito mais do que apenas notar o que ele fez de errado.

Para começar o exercício, vou citar três boas situações de gestão:

  • “A primeira pessoa que deve estar feliz com o trabalho feito é você.” – Ouvir essa frase de um gestor parece até lenda, mas já aconteceu. Um chefe que reconhece a satisfação do seu funcionário como um fator importante para o sucesso de uma tarefa, já tem meio caminho andado para um ambiente de trabalho mais feliz e integrado.
  • “Estou em dúvida, vou pegar o dicionário.” – Nesse caso pode ser um dicionário, um guia, ou um importante livro de teoria da área em que você atua. Um gestor que tem a humildade de reconhecer algo que não sabe (sem ter vergonha disso) e recorre a outras fontes ou pessoas, incentiva que seus funcionários façam o mesmo e não tenham medo de questioná-lo.
  • “A situação da empresa é a seguinte…” – Ter um gestor que mantém a transparência no que ocorre na empresa é muito favorável. Ao invés de buscar informações na rádio-corredor ou com a secretária da diretoria, o funcionário que se sente seguro para perguntar ao chefe e acredita que ele está dizendo a verdade, tem mais segurança para tomar decisões e se posicionar diante de qualquer situação.

Fonte: Site Minha Carreira

Sistema Operacional do Google será que pega?

A gigante de softwares Google está desenvolvendo um sistema operacional para computadores pessoais, em um desafio direto ao líder de mercado, o Windows, desenvolvido pela Microsoft.

O Google Chrome OS (operating system) será voltado inicialmente para netbooks, computadores portáteis menores, mais baratos e com menos recursos que os laptops.

Previa de como seria o Sistema Operacional do Google

Para corrigir um erro, as imagens aqui mostradas, não são do Sistema Operacional do Google, e sim do Good OS (www.thinkgos.com), conforme corrigiu nosso amigo: Tarcisio Cavalcante / ciso.blog.br / cisoxp@gmail.com

Máquinas equipadas com o Google Chrome OS devem estar no mercado em meados do ano que vem.

A idéia é, no futuro, usar o sistema operacional também em PCs.

“Rapidez, simplicidade e segurança são os aspectos-chave do Google Chrome OS“, anunciou a empresa em seu blog oficial.

Segundo a Google, o Sistema Operacional será uma “extensão natural” do seu navegador de internet, Chrome.

O novo sistema operacional será um software de código aberto (open source).

Para a Microsoft, a notícia vem poucos meses antes do lançamento da nova versão do seu sistema, o Windows 7.

Volta aos princípios

Os autores do post, Sundar Pichai, vice-presidente de produtos do Google, e Linus Upson, diretor-engenheiro da empresa, disseram que o novo sistema foi desenhado “para ser rápido e leve, iniciar e levá-lo para a internet em questão de segundos”.

Previa de como seria o Sistema Operacional do Google

Para corrigir um erro, as imagens aqui mostradas, não são do Sistema Operacional do Google, e sim do Good OS (www.thinkgos.com), conforme corrigiu nosso amigo: Tarcisio Cavalcante / ciso.blog.br / cisoxp@gmail.com

“Os Sistemas Operacionais que os usuários têm à disposição foram desenhados em uma era em que não havia a rede”, eles argumentaram, acrescentando que o Chrome OS é “nossa tentativa de repensar o conceito de sistemas operacionais”.

A pesquisa levou os programadores de volta aos princípios, afirmaram.

“Estamos redesenhando completamente a arquitetura de segurança subjacente do sistema, de forma que os usuários não tenham que lidar com vírus, programas malignos e atualizações de segurança.”

Para a Google, um Sistema Operacional “tem simplesmente que funcionar”.

A gigante de software já possui um Sistema Operacional para telefones celulares, que também pode ser usado em netbooks.

O Chrome OS será voltado também para laptops e computadores de mesa de usuários que passam muito tempo conectados.

Competitividade

O anúncio pode mudar dramaticamente o mercado de sistemas operacionais, especialmente o nicho da Microsoft, cuja participação nele é de cerca de 90%.

“Este é um grande anúncio”, disse um analista, Rob Enderle, presidente do grupo Enderle.

“É a primeira vez que temos no mercado um sistema operacional competitivo de fato.

Este tem o potencial de balançar as coisas e é a primeira tentativa real de fazer frente à Microsoft.”

Prévia de como seria o Sistema Operacional do Google

O analista disse à BBC que “a Google está chegando (neste nicho) de cabeça fresca”, e que o Chrome OS “é o primeiro sistema operacional pós-internet, baseado em uma série de serviços da web, desenhado de baixo para cima e repensado para um mundo conectado”.

No ano passado, a empresa lançou seu navegador Chrome, anunciado como para “pessoas que vivem na web – procurando informações, checando emails, acompanhando as noticias, comprando ou simplesmente mantendo o contato com os amigos”.

Para Stephen Shankland, da CNET, o lançamento tem grandes implicações.

Isto é a Google soltando a mãe de todas as bombas sobre sua rival, a Microsoft.

MG Siegler, do blog TechCrunch: “Uma é mostrar quão séria é a proposta da Google de tornar a rede uma base não apenas para páginas estáticas, mas aplicativos ativos, especialmente os seus próprios, Google Docs e G-mail“, ele afirmou.

“Outra é iniciar uma nova competição com a Microsoft e, potencialmente, dar uma nova razão para autoridades de regulação da concorrência prestarem atenção aos passos da Google.”

Para outros analistas, as motivações da Google são bastante claras.

“Um dos principais objetivos da Google é tirar a Microsoft (do mercado), destruir sistematicamente a sua participação no mercado”, disse Enderle.

“A Google quer eliminar a Microsoft e esta é uma batalha única.

A estratégia é boa.

A grande questão é: será que vai funcionar?”

Em um blog popular, TechCrunch, o autor de uma postagem sobre o tema, MG Siegler, disse que é preciso “ser claro sobre o que isto realmente é”.

“Isto é a Google soltando a mãe de todas as bombas sobre sua rival, a Microsoft.”

A companhia de Bill Gates deve lançar o seu Windows 7 no fim deste ano para substituir o Windows Vista e o Windows XP, que já tem oito anos.

Segundo a empresa, hoje 96% dos netbooks funcionam com Windows.

Fonte: Uol

Foto: Google Imagens