Firefox 4.0 com exclusividade na CSS TI

Mozilla liberou maquetes que mostram como Firefox 4.0 pode parecer, cópia do Chrome?

Na semana passada, o Mozilla mostrou alguns modelos para os mais próximos do Firefox 3/7 que eliminou a barra de título do browser, substituindo-a por dois botões menu suspenso à direita, assim como Chrome teve desde a sua estréia em setembro de 2008.

O Firefox 4.0: As maquetes mostram duas opções.

A primeira é muito semelhante ao 3/7.

Já a segunda, puxado mais um pouco ainda, na direção do Google Chrome.

Especificamente, o segundo Firefox 4.0, mostrado em maquete, mostra no navegador um separador no topo onde antes havia uma barra de título.

Essa é a mesma abordagem o Google Chrome utiliza como podes perceber na figura que segue abaixo.

Imagens das novidades do Firefox 4.0

Imagens das novidades do Firefox 4.0

Mozilla está comenta sobre os desenhos, que ainda são protótipos para o navegador, e que não tem nada definido, são apenas especulações.

A equipe Mozilla justifica que as alterações seriam com a intenção de economizar espaço vertical, além de remover a complexidade visual.

Sobre a tampa lateral, é diferente, e movendo-se elementos de interface do utilizador confunde algumas pessoas.

No Firefox, colocando separadores no topo malhas conceitualmente com eletrólise, também conhecido por Conteúdo Processes, mudanças que tornarão cada aba um processo separado, isso acarreta em aumento potenciais de desempenho, estabilidade, segurança e vantagens.

As maquetes do Firefox 4.0 mostram também uma combinação botão à direita da barra de endereços que muda dependendo do comportamento que o browser.

Imagens mostram que Firefox será muito parecido com o Google Chrome

Imagens mostram que Firefox 4.0 será muito parecido com o Google Chrome

Fonte: CNET

Novos Hds Scorpio Blue com 1TB e tecnologia Sata2

A Western Digital anunciou nesta segunda 27 de julho de 2009, duas unidades que oferecem laptop “extrema” montantes de armazenamento: o Scorpio Blue 1TB e do Escorpião Azul 750GB.

Antes deste anúncio, o maior disco rígido portátil disponível foi 500GB.

Já anunciado aqui no Blog da CSS TI.

Só para você ter uma ideía do tamanho

Só para você ter uma ideía do tamanho

Atualmente, o maior disco rígido existente no mercado para desktop é 2TB.

O Escorpião Azul 1TB a unidade, apesar de metade da capacidade, ainda é muito impressionante, considerando o fato de que seu tamanho 2.5 polegada unidade portátil, é muito menor que um drive de 3,5 polegadas desktop.

Os novos portáteis WD drives são os primeiros que usam 333GB por platter tecnologia.

O discos rígidos Escorpião Azul, apóiam à SATA2 (3Gbps) padrão, mas tem uma espessura de 12,5 milímetros, em oposição aos 9,5 milímetros em outras unidades de 2,5 polegadas.

Isto significa que os novos drives não irão couber em todas as faixas de 2,5 polegadas, padrão para laptops.

Por esta razão, WD designá-las como um ajuste perfeito para soluções de armazenamento portátil e eles estarão no novo da WD My Passport Essential Portable SE unidade USB.

Diferentemente da capacidade, o novo Scorpio Blue unidades também possuem um conjunto de tecnologias avançadas de armazenamento, incluindo:

WhisperDrive, que é da WD e que utiliza tecnologia buscando algoritmos para produzir um dos mais silenciosos dentre os 2,5 polegadas.

ShockGuard: Esta tecnologia da WD protege os mecanismos da unidade e as superfícies da lâmina contra choques durante as operações diárias de transporte e manuseio.

SecurePark: O SecurePark da WD estaciona as cabeças de gravação fora da superfície do disco durante o aumento da rotação, a redução da rotação ou quando a unidade estiver inativa.

Isso assegura que a cabeça de gravação nunca se encoste à superfície do disco, o que resulta no aumento de confiabilidade a longo prazo em função de menos desgaste da cabeça, bem como no aumento de tolerância a choques.

As duas novas unidades vêm com 8MB de memória e rodam a 5.200 rpm, que é ligeiramente mais lento do que a velocidade de 5400rpm dos laptop.

O Scorpio Blue 750GB unidade (modelo WD7500KEVT) agora está disponível e custa US $ 190.

A versão 1TB (modelo WD10TEVT) apenas disponível via unidade USB, mas ele vai estar disponível como um disco rígido interno em poucas semanas.

Vai custar US $ 250 dólares.

Fonte: CNET

Twitter, como evitar seguir spammers?

Alguém desconhecido te adicionou no Twitter.

Analisando o interessante perfil,  você ainda não tem bem certeza se vale a pena segui-lo no Twitter ou não?

O TwitChuck pode ajudá-lo.

Ou, ao menos, pode evitar que você comece a seguir um potencial spammer.

O funcionamento é simples: você coloca um nome de usuário, do Twitter e o site analisa automaticamente o potencial de o usuário ser spammer, com base em índices como número de seguidos e seguidores, total de atualizações, e termos usados recentemente.

É atribuída uma nota, de 0 a 100.

Quanto mais próxima a 100, menor o potencial de ser um spammer.

Se a nota for baixa, lá mesmo já é possível denunciar um perfil por spam.

Segundo o TwitChuck, você pode ficar tranquilo e nos seguir a CSS TI no Twitter numa boa:

TwitChuck - como evitar seguir spammers

TwitChuck – como evitar seguir spammers

Fonte: TwitterBrasil

Twitter da CSS TI

Windows 7. Por que ele assusta o Linux e o Google

Demorou mas conseguimos reunir algumas das principais novidades sobre o Windows 7, o novo Sistema Operacional da Microsoft, o qual já começou a assustar os concorrentes.

Entre os acertos estão exigências inferiores para configuração mínima, facilidade de organizar a área de trabalho e uma ferramenta de buscas mais ágil, porém ainda com um toque Microsoft, ou seja,  querendo re-invetaram a roda.

A Microsoft confirmou na semana passado, que está pronta a versão final do Windows 7, novo Sistema Operacional da empresa, que domina mais de 90% do mercado de PCs no mundo.

Isso quer dizer que as fabricantes de PCs podem começar a produzir computadores com o novo Sistema Operacional, que deve estrear oficialmente em 22 de outubro de 2009.

Veja algumas das principais mudanças:

Configuração mínima e programas


A Microsoft parece ter aprendido com os erros cometidos com o Windows Vista.

Lançado há três anos, o Vista é considerado um grande mico na história da Microsoft.

A começar pela exigência de configurações mínimas muito superiores à média das máquinas na época do lançamento.

Os computadores precisavam ter pelo menos 1 gigabyte de memória RAM e 16 GB de espaço livre no disco rígido.

Ficava difícil fazer o upgrade em máquinas que rodavam versões anteriores do Windows e que tinham configurações mais modestas.

Hoje, o Windows 7 exige os mesmos 1 GB de RAM e 16 GB de disco rígido, mas as máquinas evoluíram bastante nos últimos três anos.

Papel de Parede do Windows 7

Papel de Parede do Windows 7

O Windows Vista significou uma ruptura grande em relação ao Windows XP, ocasionando muitos problemas de compatibilidade de programas e drivers – software que permite que o Sistema Ooperacional reconheça as funcionalidades de um periférico.

Um exemplo comum que irritava os usuários que migravam do XP para o Vista era ver periféricos importantes, como impressoras, webcams e gravadores de DVD, deixarem de funcionar sem nenhuma explicação.

Isso ocorria porque o driver não era compatível com a nova versão do Windows.

Agora, segundo a Microsoft, o nível de compatibilidade de programas e drivers é superior a 90%.

Área de trabalho

Foram várias mudanças na tela central do Sistema Operacional.

A começar pela fuso da barra de ferramentas e da barra de inicialização rápida, e logo ao lado do menu Iniciar (que já foi substitudo no Vista pelo logo do Windows) ficam três programas padrões do Windows 7, que podem ser alterados pelo usuário, e à medida que outros programas forem abertos, os ícones vão aparecendo na barra inferior.

Não há mais aquele esquema de uma caixa grande para exibir cada programa, como ocorria em versões anteriores do Windows.

Já a tecla exibir área de trabalho, muito útil para quem vive com mil janelas abertas, virou um botão bastante discreto, localizado na extremidade direita da barra inferior.

Tela principal do Windows 7

Tela principal do Windows 7

A barra lateral de programas (ou gadgets) também foi extinta.

Ela surgiu no Windows Vista, fixada numa coluna da extremidade direita da área de trabalho.

Agora, o usuário que escolhe onde os programas ficarão, podendo deixar os atalhos espalhados em sua área de trabalho ou montar uma coluna em qualquer outro local.

Pastas padronizadas

Mesmo os mais organizados acabam sofrendo para arrumar todas as pastas do seu computador. Músicas, documentos, fotos e vídeos chegam pelo e-mail, por pendrives, download, e nem sempre acabam na pasta desejada.

O Windows 7 consegue criar pastas-padrão, que buscam as informações por tipo de arquivo, logo, mesmo que suas fotos estejam espalhadas em diferentes locais do seu computador, todas elas estarão concentradas na pasta de Imagens.

Organização das pastas

Organização das pastas

Home Group

O Windows 7 melhorou o compartilhamento de computadores em redes domésticas. O programa traz uma chave única para todos os computadores que tenham Windows 7 e estejam conectados por um roteador (incluindo impressoras).

É possível trocar arquivos, fazer backup e até compartilhar a música que está tocando no Windows Media Player por streaming.

Imagine que você dar uma festa em casa, e tem um notebook no seu quarto, um desktop no escritório e um centro de mídia (media center) na sua sala.

É possível programar de um computador a música que será tocada nos eletrônicos da casa inteira.

Máxima integração entre os aparelhos com o mesmo Sistema Operacional

Máxima integração entre os aparelhos com o mesmo Sistema Operacional

Multitoque

Uma das novidades é a funcionalidade multitoque, a mesma utilizada pelo iPhone, através da qual, computadores e outros dispositivos com tela sensível ao toque poderão ser comandados com os dedos.

O uso da tela tátil é comum em notebooks conhecidos como Tablet PCs.

As fabricantes tambm estão desenvolvendo centrais de mídia (que funcionam como tocadores de msica e filmes) controladas sem a necessidade de um mouse ou de um teclado.

Tela sensivel ao toque

Tela sensivel ao toque

Pesquisa


A ferramenta de buscas do Windows 7 é simples e bastante ágil, assim como fazer uma pesquisa na internet. pois basta digitar poucas letras para que os primeiros resultados apareçam divididos por tipo de arquivo.

O campo de busca fica logo acima do botão do menu Iniciar, e na mesma janela, aparecem programas, ferramentas do Painel de controle, músicas, vídeos etc.

A busca avançada leva o usuário a outra janela, com um número maior de resultados.

Sistema de Pesquisa do novo Sistema Operacional

Sistema de Pesquisa do novo Sistema Operacional

Versões


O Windows Vista trazia quatro versões diferentes: Basic, Home Premium, Business e Ultimate.

No Windows 7, são três.

A Home Premium é voltada a usuários de computadores residenciais.

A Professional (que substitui a Business) traz alguns programas voltados para escritório.

Já a Ultimate é versão mais completa, com recursos de segurança mais específicos e a possibilidade de escolher entre 35 idiomas.

Há ainda uma versão chamada Starter, que surgiu no XP, sobreviveu ao Vista e continuou no Windows 7.

Ela tem uma série de limitações e é vista com maus olhos pelo mercado.

Faça o Download:

Fonte: Revista Época