10 coisas para fazer depois de instalar o WordPress

Instalar o WordPress é extremamente simples (tutorial: como instalar o WordPress), especialmente e tendo em conta a instalação de 5 minutos providenciada pelo sistema.

Basta criar uma base de dados e rapidamente se tem o WordPress a correr num servidor, a partir do qual se pode usufruir das excelentes competências do sistema.

No entanto, depois de instalar o WordPress existem uma série de coisas que poderá fazer para tornar o seu blog mais interessante. São aqueles pequenos pormenores a que provavelmente todos os blogueiros atendem depois de instalarem o seu WordPress.

1. ALTERAR A PASSWORD DE ADMINISTRADOR

Embora no WordPress 3.0 já venha a ser possível definir o username e password do primeiro Administrador de sistema, na actual versão isso ainda não é possível. Por isso mesmo, o primeiro passo deve ser alterar a sua password de administrador de sistema, uma vez que a password atribuída aleatoriamente é muito difícil de memorizar.

2. ALTERAR A ESTRUTURA DE LINKS

Por defeito a estrutura de links do WordPress encontra-se pouco optimizada uma vez que os endereços das páginas remetem para extensões do tipo http://www.wordpress-love.com/?=135 quando na verdade os endereços deveriam ser amigos dos motores de busca e conter uma estrutura amigável e que contivesse as palavras-chave do artigo.

No entanto, você pode alterar a sua estrutura de links para algo do tipo http://www.wordpress-love.com/artigo-publicado de forma a manter as palavras-chave dos seus títulos na estrutura dos seus endereços URL.

Sendo assim, para alterar a sua estrutura siga os seguintes passos:

  1. Visite o menu Configurações > Links Permanentes
  2. Na opção ‘Configurações comuns’ escolha ‘Estrutura Personalizada’
  3. Introduza %postname%/ nesse campo
  4. Ou se preferir, com a categoria associada %category%/%postname%/

3. ALTERAR A CATEGORIA STANDARD

Quando você faz uma instalação nova do WordPress ele atribui automaticamente uma primeira categoria que normalmente diz “Sem posts” ou “Sem categoria”.

Uma vez que esta é a categoria principal do sistema, ela não pode ser eliminada.

Tendo isso em conta, você deverá editar essa categoria para que seja utilizada como uma das categorias do seu novo blog ou site em WordPress.

Faça editar e atribua-lhe um novo nome e atributo.

4. ACTIVE O FILTRO DE SPAM DO AKISMET

O plugin Akismet é o plugin mais poderoso de controlo anti-spam para blogs e sites em WordPress.

Foi desenvolvido pelo fundador do WordPress e está presente na raiz da instalação do próprio WordPress.

No entanto, quando você o activar é necessário que coloque a sua chave de API para que ele possa filtrar correctamente todo o spam do seu blog.

Felizmente o Akismet vem com o WordPress, pelo que só terá de activa-lo. Para o fazer siga os seguintes passos:

  1. Vá à sua página de Plugins e active o plugin Akismet
  2. Para completar a activação do Akismet, o WordPress requer uma chave de API. Você poderá ter acesso à sua chave de API se tiver uma conta registada no WordPress.com. Se não tiver, registe uma gratuitamente.
  3. Depois disso, vá ao seu perfil no WordPress.com e encontrará nas suas opções a chave de API que precisa.
  4. Visite novamente o separador Plugins > Configuração do Akismet, e cole a sua chave.

5. INSTALE O GOOGLE XML SITEMAPS

Todo o blog WordPress deveria ter um plugin como o Google XML Sitemaps instalado de origem.

Este plugin cria automaticamente um sitemap (mapa de site) do seu blog em formato XML, para que os motores de busca (Google, Yahoo, Bing, etc) encontrem mais facilmente os seus artigos e os indexem mais rapidamente.

Depois de ter o seu plugin instalado e activado, deverá ir ao site do Google Webmaster Central, ligar-se com a sua conta Google e na primeira página adicionar o endereço do seu blog, verifica-lo e posteriormente clicar onde diz “Adicionar Sitemap”. O link do seu sitemap será sempre http://www.o-seu-blog.com/sitemap.xml

6. INSTALE O WordPress DATABASE BACKUP

Ter um sistema de backup para o seu blog WordPress é extremamente importante.

Se algo se passar com o seu servidor, é importante que tenha uma cópia de segurança consigo, ou mesmo caso você cometa um erro qualquer a mexer no seu blog.

O plugin WordPress Database Backup realiza backups do seu blog WordPress e oferece ainda a possibilidade de enviar esses backups por email uma vez por semana.

7. NOTIFIQUE OS SERVIÇOS COM PINGS

Quando você escreve e publica um artigo no seu blog WordPress, ele oferece a possibilidade de actualizar diversos serviços automáticos através de um sistema de ping/notificação.

Para você colocar a sua lista de serviços a actualizar, visite o separador Configurações > Escrita e no fundo, coloque por exemplo a nossa lista de serviços que usamos:

8. ADICIONE O SEU RSS FEED AO FEEDBURNER

Antes de tudo o resto, você deverá editar as opções do seu RSS. Configurações > Leitura e você pode especificar quantos artigos pretende mostrar nos seus RSS Feeds e ainda se estes são completos ou parciais.

Não recomendamos que distribua RSS Feeds parciais, uma vez que obriga o leitor a visitar o seu blog, deixando de ter uma razão para o subscrever.

Depois disso, poderá queimar o seu RSS Feed no serviço da Feedburner. A Feedburner oferece-lhe estatísticas detalhadas sobre os seus RSS Feeds e pinga automaticamente serviços como os do ponto nº7 para que o seu conteúdo seja rapidamente indexado.

Depois disso, poderá alterar o endereço do seu RSS Feed no código do seu template. Procure no seu ficheiro de cabeçalho por um código parecido a esse:

<link rel=”alternate” type=”application/rss+xml” title=”título do feed” href=”endereçofeedburner” />

Troque posteriormente o título e endereço pelos seus novos dados do Feedburner.

9. INSTALE O GOOGLE ANALYTICS

Instalar o código do Google Analytics é extremamente simples. Basta registrar a sua conta no Google Analytics, inserir o seu blog e copiar o código de rastreamento que lhe for entregue.

Esse código deverá ser colocado também no cabeçalho do seu blog, de preferência na secção de scripts.

Se não gostar desse software, tem ainda 12 alternativas ao Google Analytics.

10. INSTALE E CONFIGURE O ALL IN ONE SEO PACK

O plugin All in One SEO Pack é outro daqueles plugins que deveriam vir instalados de raiz no WordPress.

Você deverá instala-lo e configura-lo correctamente e de acordo com as suas necessidades ao nível da otimização para motores de busca.

Defina um bom título para o seu blog, que tenha as palavras-chave mais importantes, atribua uma descrição ao seu blog (que será a descrição que aparecerá no Google) e coloque até um máximo de 10 palavras-chave indicativas do seu blog.

Fonte: wordpress-love

11 comentários sobre “10 coisas para fazer depois de instalar o WordPress

  1. Pingback: O que fazer após instalar o Wordpress? « bloGUSblog
  2. Pingback: Plugins Profissionais para profissionais de Wordpress padrão codecanyon | Web And Design
  3. Pingback: Aprenda a desenvolvendo portais profissionais com o Wordpress em vídeo aulas | Web And Design
  4. saberia me dizer como instalar gadget de membros no google site.. ja fiz tudo o que tem que ser feito.. logo depois de gerar o codigo copio para a area de hmtl da pagina e simplesmente informa-me que alguns codigos foram excluidos.. e somente aparece a borda de um quadrado.. Obrigado!

  5. Pingback: Web And Design

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s