Escassez de mão de obra na área de TI, veja como combater

O setor de Tecnologia da Informação no Brasil cresce ano a ano, e de acordo com o instituto de pesquisas Gartner, até 2015 o mercado nacional de TI irá progredir em uma taxa anual de 9,9%. Porém, o número de profissionais capacitados não acompanha o progresso do mercado.

Relacionados:

Candidatos precisam conquistar ‘robôs’ em entrevista de emprego

Por que devo fazer trabalho voluntário? O que ganho com isso?

Por que devo fazer trabalho voluntário? O que ganho com isso?

O segredo de como passar em qualquer entrevista de emprego

5 Excelentes maneiras de como se preparar para um novo emprego

Com o cenário de estabilidade econômica do país, a demanda por tecnologia vem aumentando exponencialmente.

O problema é que esta evolução não está sendo acompanhada pela produção de mão de obra. Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, até 2014, só no Brasil, a demanda girará em torno de 78 mil novos profissionais neste segmento, mas apenas 33 mil terão a formação necessária para atuar ou entrar no mercado de trabalho.

“O atual desafio do segmento é preencher as vagas ociosas. Hoje há uma escassez generalizada nas áreas de desenvolvimento e implantação de sistemas, suporte e setor comercial com conhecimento técnico”, aponta Freud Oliveira, diretor adjunto para desenvolvimento de capital humano da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro). Para o diretor, a formação superior somada aos certificados técnicos é o que dá respaldo aos atuantes no setor.

Por uma área de TI qualificada

Como o mercado não encontra profissionais qualificados, deve haver um planejamento a médio e longo prazo por parte das organizações, que precisam estar mais próximas das instituições formadoras de profissionais e estabelecer programas de capitação de retenção de funcionários.

Faz parte da gestão estratégica das organizações de TI se aliarem a instituições de ensino para facilitar processos seletivos.

Um exemplo é o Grupo Impacta, centro educacional que já tem mais de 25 mil empresas atendidas em programas de treinamento e formação.  “Um dos cursos mais procurados atualmente são os de desenvolvimento para tablets, smartphones e seus sistemas operacionais como IOS e Android. As áreas de desenvolvimento de sistemas e de banco de dados também são muito buscadas por conta do aumento no número de vagas das empresas para estas demandas”, explica Marcelo Moura, diretor corporativo do Grupo.

Ainda segundo Moura, cursos voltados para Web também são muito requisitados, como usabilidade, design de interação e marketing digital.

O profissional do mercado de TI é bastante respaldado por meio das certificações. São elas que garantem a qualidade do conhecimento e asseguram as empresas de que estão contratando funcionários capacitados.

Profissionais de TI valorizados

Novas tecnologias surgem todos os dias, e um grande desafio do setor é preparar pessoas qualificadas para suportar estas necessidades contínuas.  O especialista em gestão de infraestrutura é um profissional bastante valorizado, principalmente pelo crescimento da computação em nuvem e da virtualização. Arquiteto da informação, especialista em usabilidade e em e-commerce também estão em alta.

“Durante muito tempo o Brasil formou mão de obra utilitária, usuária das tecnologias como os softwares. Hoje, temos escassez de pessoas no mercado capazes de desenvolver estas ferramentas e aplicativos, e não apenas utilizá-los”, comenta Mariano Gordinho, presidente da Associação Brasileira dos Distribuidores de Tecnologia da Informação (Abradisti).

Fonte: MSN Empregos

5 comentários sobre “Escassez de mão de obra na área de TI, veja como combater

  1. Boa tarde,

    Tudo isso é muito bonito no papel porem quando chega na prática tudo muda. Profissionais muito experientes e com um curriculum muito bom estão levando de 6 meses à 1 ano para se recolocarem no mercado. Além do tempo de inatividade outros 2 problemas que estão ocorrendo são:

    – Preconceito relativo a idade: Profissionais com mais de 40 anos já são considerados velhos e encontram muita dificuldade para a recolocação.
    – Baixos salários: É muito fácil encontrar anúncios de empresas solicitando gerentes ou coordenadores com elevado nível de capacitação (MBA, Doutorado ou Certificações) com propostas de salários na casa dos R$ 3.000,00.

    Infelizmente, com essa realidade a mão de obra especializada estará cada vez mais escassa.

  2. Pingback: Exmaneiras excelentes maneiras para você tomar as rédeas da sua carreira em TI « W O D Consultoria
  3. Pingback: Terceirize a chatice e a burocracia da sua empresa « W O D Consultoria
  4. Pingback: Novas regras do Seguro Desemprego | W O D Consultoria
  5. Pingback: Sites mais inusitados para vendas online ou E-Commerce | W O D Consultoria

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s