Como evitar o vazamento de fotos intimas para a Internet

Em uma postagem bem humorada e esclarecedora o especialista em segura do site G1 Altieres Rohr traz as soluções para o vazamento de fotos e ou vídeos pessoais íntimos que vazam para a Internet por incontáveis motivos.

Como evitar o vazamento de fotos intimas para a Internet

Mais um vídeo íntimo cai na web. “Não me arrependo, fiz por amor”, diz a garota que aparece nas imagens. Essa talvez seja uma das declarações mais sinceras sobre imagens íntimas que acabaram se tornando públicas. E é capaz de trazer à superfície a questão mais básica nesses casos: a relação de confiança.

Relacionados:

BITCOINS – A MOEDA VIRTUAL OU O DINHEIRO DO FUTURO

MICROSOFT DIVULGA SOLUÇÃO PARA PROBLEMA COM ATUALIZAÇÃO DO WINDOWS 7

DEEP WEB OU SUBMUNDO DA INTERNET, SAIBA PQ DEVE FICAR LONGE.

MALWARE EXPLORA VULNERABILIDADE EM AUTORUN DO WINDOWS

A internet é um meio de comunicação e seu funcionamento depende do estabelecimento de uma relação de confiança entre quem se comunica pela rede. Embora fotos ou vídeos particulares possam ser roubados por hackers e alguns meios de armazenamento sejam mais seguros que outros, na maioria dos casos o risco maior está em uma quebra na confiança estabelecida com a pessoa que recebe esses conteúdos.

Qualquer conversa em vídeo, áudio ou texto pode ser gravada. Qualquer imagem pode ser salva indefinidamente. Não imagine que aplicativos como o Snapchat, que promete “autodestruição” das mensagens enviadas, possam realmente impedir que elas sejam salvas por alguém com conhecimento técnico. Pelo menos será sempre possível usar o “meio analógico”, ou seja: tirar foto da foto, ou foto da tela.

O debate já chegou ao Congresso Nacional com um projeto de lei que pretende equiparar a violação da intimidade com violência doméstica. Considerando que nesses casos é bem fácil ter uma ideia de quem vazou as fotos – sendo necessário apenas provar o ocorrido, e que o crime ocorre com pessoas próximas e conhecidas e não com pessoas do outro lado do mundo – trata-se de um dos poucos casos em que uma lei rígida e específica pode de fato ser útil.

Por outro lado, nenhuma legislação será capaz de remover esses conteúdos completamente da internet ou de compensar os danos emocionais que a divulgação das imagens pode causar à vítima. O reparo nunca será adequado.

É claro que evitar alguns erros comuns pode ajudar a não espalhar fotos que você deseja em privado, independente do seu conteúdo: não salvar imagens e vídeos em perfis de sites de vídeos ou dentro da caixa de saída ou entrada no webmail, por exemplo. Há maneiras melhores e diretas de transferir arquivos.

Também há a opção de não fazer vídeos ou fotos íntimas, mas a realidade tende para o contrário, ou seja, para um maior compartilhamento de informação, seja um link no Facebook ou uma foto particular enviada por celular. O número de erros, claro, também será maior.

Casos de vazamentos de fotos íntimas demonstram que o uso da internet às vezes não depende apenas de conhecimento técnico, mas daquele mesmo discernimento que é útil fora da web para determinar quem são as pessoas que merecem nossa confiança.

Pais precisam ter cuidado especial, já que o comportamento irresponsável, tanto do envio da imagem como do compartilhamento dela a terceiros, ocorre muito mais fácil com adolescentes.

Determinar a confiabilidade das pessoas na web é difícil. O problema já é bem conhecido e foi explicado por uma charge de Peter Steiner publicada na revista “The New Yorker” há 20 anos: “na internet, ninguém sabe que você é um cachorro”. No entanto, o vazamento de fotos muitas vezes envolve pessoas com relacionamentos reais – a internet é apenas o palco do crime. Não se pode pensar que é possível resolvê-lo com antivírus ou outras artimanhas técnicas de proteção on-line.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s